Bem-vindo!

Precisamos confirmar sua idade para que você continue sua navegação.

VOCÊ TEM MAIS DE 18 ANOS?

Abrabe - Associação Brasileira de Bebidas

Fabricantes, importadores e comerciantes se reúnem para discutir venda ilegal de bebidas

Fabricantes, importadores e comerciantes se reúnem para discutir venda ilegal de bebidas

Na pandemia, acentuaram-se os problemas que dão força ao comércio ilegal de bebidas. A crise econômica, o aumento no preço dos insumos, a restrição ao funcionamento dos bares e o fechamento de fronteiras criaram um ambiente desfavorável a quem produz, importa e vende de maneira correta e legal. O prejuízo, na casa dos bilhões, é de toda a sociedade – o produto ilegal traz imensos prejuízos ao sistema de saúde e rouba empregos e renda dos brasileiros, no comércio e na indústria. Por fim, não bastassem as pressões externas, o aumento da tributação do setor como resultado da reforma tributária, pode aumentar ainda mais o lucro de quem falsifica ou vende de maneira ilegal.

Todos estes temas estarão no painel “Bebidas Alcoólicas Ilegais, um desafio multissetorial”, durante o 33° Congresso Nacional Abrasel, no dia 12 de agosto (quinta-feira), às 13 horas – e pode ser acompanhado online.

O encontro contará com as presenças de Cristiane Foja, presidente executiva da Associação Brasileira de Bebidas, ABRABE; José Eduardo Cidade, presidente da Associação Brasileira de Bebidas Destiladas (ABBD), Raquel Salgado, presidente-executiva da Associação Brasileira de Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas (BFBA), Carlos Lima, diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC), Deunir Luis Argenta, presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (UVIBRA) e Jaime Recena, diretor de Relações Governamentais da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Durante o evento, os executivos irão debater o impacto do mercado ilegal de bebidas alcoólicas para a sociedade e para a economia do Brasil, além de apresentar indicadores e explicar a importância do comprometimento de todos os envolvidos na cadeia de distribuição, venda e consumo na luta pelo combate às práticas ilegais.

O painel terá um momento direcionado para perguntas da imprensa e público participante. Para participar, é preciso confirmar presença respondendo esse e-mail e se cadastrar aqui.